General Marco Aurélio é exonerado do cargo de Secretário do Esporte

de Globo Esporte

Após 107 dias na gestão da Secretaria Especial do Esporte, o general Marco Aurélio Costa Vieira foi exonerado do cargo - a pasta faz parte do Ministério da Cidadania, comandada pelo ministro Osmar Terra. A decisão tomada pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, foi oficializada na publicação do Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Segundo a Agência Estadoo motivo da saída de Marco Aurélio do cargo tem a ver com uma intenção do governo de colocar a frente da pasta João Manoel Santos Souza, do Maranhão. Santos Souza é filho do ex-senador João Alberto, que preside o MDB maranhense, mesmo partido do ministro Osmar Terra.

Rumores já indicavam a possível exoneração. No dia 8 de abril, o general Marco Aurélio Vieira esteve reunido com o presidente, Jair Bolsonaro, sem a presença do ministro. Especula-se que as mudanças na pasta façam parte de um movimento do governo para ampliar a base partidária no Congresso e, assim, chegar ao número de votos necessários para a reforma da previdência.

General da reserva do Exército desde 2002, Marco Aurélio foi diretor-executivo de operações da Rio 2016, além de ter participado do planejamento e da execução do revezamento da tocha olímpica pelas cinco regiões brasileiras.