Prefeitura faz inventário de lixo encontrado nas praias em Santos

de G1

A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, anunciou nesta segunda-feira (21) um convênio com a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) que resultou na realização de um inventário para identificar a origem do lixo achado nas praias da cidade.

De acordo com a administração, o procedimento foi feito pelo Programa de Combate às Fontes de Contaminação Marinha por Resíduos Sólidos, e foi possível graças a delimitação de sete áreas ao longo da faixa da areia, entre a Ponta da Praia e as proximidades do Emissário Submarino, no José Menino.

A iniciativa permitirá que os objetos encontrados ao longo destas áreas, com dez metros de largura cada, possam serão catalogados para identificar o perfil de consumo e a origem dos resíduos, que vão de bitucas de cigarro a garrafas pet, entre outros.

Além da Abrelpe, também fazem parte do convênio a Agência de Proteção Ambiental da Suécia (Sepa) e a International Solid Waste Association (ISWA). O trio é parceiro da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) no programa de combate às fontes de contaminação.

Após a definição do perfil de origem dos resíduos, a parceria promete apresentar um plano de ação e comunicação, introduzido pela Semam, na região da orla e, também, das áreas de palafitas. Servidores municipais também deverão receber capacitações para estas ações.